O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), de Santa Luzia, por meio do Núcleo de Educação Permanente (NEP), realizou na manhã de terça-feira (10), no auditório da prefeitura, o 2º módulo do curso de Capacitação em Suporte Básico de Vida ao paciente Politraumatizado. O curso contou com a participação de 178 profissionais da área de saúde, e teve a palestra ministrada pelo técnico do NEP, Anderson Estevão.

Na ocasião, Anderson explicou para os profissionais da área como proceder em uma situação de acidente, onde haja vítimas com politraumas, ou seja, com lesões múltiplas. “Nosso objetivo é fazer essa reciclagem todos os meses, convidando profissionais capacitados da área para repassar técnicas e conhecimento. Queremos proporcionar a eles motivação profissional”, diz.

Ele orientou também, em quais situações as pessoas podem acionar o SAMU. “O serviço 192 pode ser acionado quando a pessoa apresentar situações clínicas de mal estar, perda de consciência, falta de ar, lesões por queimaduras e em todas as situações de traumas”, afirma Anderson. Ao acionar o serviço, o solicitante passa por uma triagem na central de atendimento, que detecta por ordem de classificação o caráter de urgência do pedido.  
De acordo com Anderson, essas ações e parcerias são de extrema importância para a sociedade. “Agradeço a confiança e a credibilidade que o prefeito Fernando César está depositando em nós. Ele está nos dando a oportunidade de realizar o nosso trabalho de educação e capacitação dos profissionais de saúde de santa Luzia”, ressalta.

O coordenador do SAMU de Santa Luzia, Rodrigo Gazeto, participou do treinamento fazendo demonstrações práticas para os participantes. Eles aprenderam conforme o protocolo que pede o SAMU, a utilizarem talas, mobilização de coluna servical, lombar, entre outras ações. Gazeto ressalta a importância dos profissionais da área em aprimorar as técnicas de primeiros socorros. “Treinamos esses profissionais a fim de que eles sejam capacitados para atender a população da melhor forma possível. A intenção é trazer a sociedade para perto de nós. É importante que todos os profissionais da saúde como, bombeiros, civis, estudantes de enfermagem e a comunidade como um todo, saibam como proceder em uma situação de emergência”, afirma.

O monitor do treinamento e professor de primeiros socorros do curso técnico de enfermagem, Jefferson Baptista, fala da importância do treinamento. “Ele capacita a sociedade como um todo. Pessoas de várias classes de trabalho, aprendem a atuar frente a algumas situações em que  precisam aplicar as técnicas de primeiros socorros”, diz.  

De acordo com o monitor, os profissionais aprenderam na prática a socorrerem vítimas do politrauma, que precisam de um atendimento muito rápido. Ele salienta ainda, que esses protocolos sendo aplicados corretamente, as chances de sobrevida dessas pessoas aumentam muito. “Ensinamos a questão do suporte básico de vida. Os protocolos são trabalhados de acordo com cada lesão que a vítima tenha sofrido, como: parada respiratória, contenção de hemorragia, entre outras” explica.

 

© Copyright Prefeitura Municipal de Santa Luzia 2016. Todos os direitos reservados.