“Secretaria de Saúde faz homenagem para profissionais”

Os 14 médicos que atendiam os pacientes de Santa Luzia pelo Programa Mais Médicos se emocionaram em uma despedida promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, na tarde desta quinta-feira (22). O evento contou a participação de médicos, enfermeiros, supervisores do programa, residentes de medicina e equipe da área de saúde do município.
O prefeito de Santa Luzia, Delegado Christiano Xavier compareceu no auditório central da Prefeitura, onde foi realizado o evento e agradeceu os médicos cubanos pelos trabalhos prestados no município. “Chegamos à cidade em um momento complicado, pois o estado tem confiscado as verbas referentes aos repasses para o município. Estamos fazendo economia em contratos e cortando gastos. Eu não queria que esses profissionais fossem embora, Santa Luzia deve muito a todos eles pelo excelente trabalho desenvolvido. Agradeço a todos pela dedicação com a nossa população,” disse o chefe executivo.
Para a Enfermeira Ivone Dias, que atua há 10 anos no município de Santa Luzia, a experiência adquirida ao trabalhar com a equipe cubana foi muito enriquecedora. “Eles são muito humanos, tiveram um carinho muito especial com toda equipe de enfermagem, funcionários e pacientes dos centros de Saúde. Tivemos uma boa oportunidade para compartilhar conhecimento, agradeço a todos pelos serviços prestados”, fala emocionada.
A médica cubana Graciella, trabalhava em Santa Luzia há cinco anos. Ela se despede do município com muita tristeza. “O trabalho em equipe é muito difícil, mas conseguimos vencer as dificuldades. Lutamos muito para ajudar os pacientes nas mudanças de hábitos, como por exemplo, os orientar a não tomar medicamento sem prescrição médica, a não tomar medicamentos desnecessários ao seu tratamento e incentivá-los a aderir à prática de exercícios físicos. Foi muito lindo trabalhar nesta cidade”, disse a médica.
Uma das Supervisoras do Programa Mais Médicos, Fernanda Ferreira, explicou que a contribuição dos médicos cubanos para o município foi muito importante. “Os médicos cubanos aqui em Santa Luzia trouxeram um atendimento humanizado para toda população, um jeito diferente de agir com a medicina, acrescentaram muito na assistência ao município e somos muito gratos a eles pelo atendimento prestado à sociedade. Eu fico muito feliz por participar da construção do Programa Mais Médicos no município e não pude deixar de homenagear todos os médicos por participar do programa desde o início”, conclui a médica.
A secretária de saúde de Santa Luzia, Nádia Cristina Duarte Tomé disse que a baixa no Programa Mais Médicos é uma perda grande para o município. “Nesses quatro anos, não houve nenhum registro de histórico de conflito entre os médicos cubanos e as comunidades atendidas por eles. A vinda desses profissionais foi a mão de obra que faltava nos pontos mais críticos de violência e vulnerabilidade social”, disse ela.
De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, o Ministério da Saúde vai realizar a reposição dos profissionais pelo Programa Mais Médicos no período de 3 a 7 de dezembro de 2018. Toda a equipe de saúde de Santa Luzia está traçando estratégias para que a população não fique desassistida.

“Luta contra o preconceito e discriminação”

Dia 20 de Novembro é comemorado o dia da Consciência Negra, uma ocasião dedicada à reflexão acerca do contexto histórico de nosso país e da importância da cultura negra. Tendo em vista a importância desta data, a Escola Municipal Iracema Prado, na pessoa da diretora Ednalda Schuliz e toda sua equipe pedagógica, promoveu evento educativo para alunos e funcionários. A escola recebeu a visita da Africana Olga Francisco Amaral, que reside em Moçambique. Ela apresentou a todos os presentes um pouco de sua descendência, costumes e hábitos de seu país, além de compartilhar com as crianças como foi sua infância na cidade Inhambane em Moçambique. Na oportunidade, as crianças perguntaram para Olga se ela tinha bonecas para brincar, se ia à escola, ao cinema, shopping, Olga respondeu que não. Ela morava na roça e não teve essa oportunidade quando criança. Para a Diretora Ednalda Schuliz, o momento foi uma oportunidade para conscientização sobre as diferenças. “Foi um dia especial e de muito aprendizado a respeito de uma cultura tão inerente ao nosso país”, conta Ednalda. A palestrante gostou muito da oportunidade de compartilhar um pouco de sua história e costumes com os alunos de Santa Luzia. “Esse momento foi uma honra para mim, pois tive a oportunidade de compartilhar minhas raízes, minha cultura e que de alguma forma contribuiu também para a formação da cultura brasileira. Cooperar com o desenvolvimento educacional das crianças é uma de minhas paixões. Espero poder agregar mais valor à esse dia,” conclui Olga Francisco.

O Conselho Municipal de Saúde de Santa Luzia juntamente com a gestão de saúde do município, promoveram uma assembleia para recomposição do CMS. A ação aconteceu na manhã desta quinta-feira (22), na sala do Conselho.

Ao todo foram disponibilizadas 22 vagas para titulares e suplentes. Concorreram às vagas representantes dos usuários da Sede e São Benedito, trabalhadores dos níveis superior e médio e também trabalhadores de nível elementar e não filantrópicos.
Os novos integrantes foram escolhidos por meio de votação. Cada segmento se reuniu e os mais votados ocuparam as vagas.
De acordo com a vice-presidente do CMS, Emanoela Cotrim, o Conselho Municipal de Saúde de Santa Luzia, tem composição representativa, com um total de 56 membros, sendo 28 titulares e 28 suplentes.
Presente na Assembleia, o senhor Raimundo de Paula que ocupou a vaga de conselheiro, tendo representado o segmento dos usuários por mais de 15 anos falou aos presentes a importância da função. “Quero dizer a todos vocês que, ao se tornarem um conselheiro, é preciso se doarem e lutarem em prol de benefícios e causas de pessoas que as vezes nem sabem que tem certos direitos. Ser conselheiro sempre foi um exercício de doação”, afirmou.
Cabe ao Conselho Municipal de Saúde discutir, propor e votar as melhores políticas públicas para a melhoria da saúde luziense. O conselho também se faz importante para o controle social e exerce papel fundamental entre a prefeitura e a sociedade civil.

Estão abertas as inscrições do processo seletivo simplificado, para contratação temporária de pessoal, para atendimento do Programa de Esporte e Lazer na Cidade – PELC. São 60 vagas para Agente Social e cadastro reserva para Coordenador Pedagógico e Coordenador de Núcleo.
As inscrições começaram no dia 20 e vão até o dia 27 de novembro, no Ginásio Poliesportivo (Rua: Baldim, 415, Rio das Velhas).
Para mais informações acesse o Edital 001/2018

Com a chegada do período chuvoso, é comum a proliferação dos focos da dengue. A doença é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que transmite também, a Chicungunya e Zika, por isso os cuidados devem ser redobrados. Tendo em vista essa preocupação, a prefeitura de Santa Luzia por meio do departamento de Zoonoses está promovendo um ciclo de palestras em Umeis e Escolas do Município com objetivo de conscientizar as crianças do dever de ajudar a família no combate ao mosquito, eliminando os focos da dengue. Para a Coordenadora técnica de Zoonoses da Prefeitura, a veterinária Viviane Moreira, a iniciativa tem como objetivo conscientizar as crianças e adolescentes da importância de ações preventivas no combate a doença. “Queremos conscientizar as crianças sobre os mais diversos temas tratados pelo centro de controle de Zoonoses, nesse momento devido ao início das chuvas estamos tratando do controle, combate e prevenção da dengue. A intenção é que essas crianças possam disseminar o conhecimento adquirido através das palestras com toda família,” conta. 

A ação desta quarta-feira (21) foi na Umei do Bairro Frimisa, em Santa Luzia. A palestrante Gisele Maria Alves, Educadora em Saúde, mostrou para as crianças por meio de uma apresentação dinâmica e interativa, as formas de prevenção da Dengue e combate ao mosquito Aedes Aegypti. Durante a apresentação, ela explicou que é muito importante evitar o acúmulo de lixo e entulho nas residências, nas ruas, evitar todo recipiente que possa acumular água e servir de reservatório para o mosquito depositar ovos. As crianças participaram da palestra fazendo perguntas e tiraram algumas dúvidas. “Estamos incentivando as nossas crianças a acabar com o foco do mosquito para diminuir os índices da doença”, explica Gisele.
Rosilaine Miriam Gonçalves, professora da Rede Municipal, parabeniza a prefeitura de Santa Luzia pela realização deste ciclo de palestras nas escolas da cidade. “Eu acho muito importante conscientizar as crianças, a partir deste momento tão importante, que elas estão construindo conhecimento. Preocupar com a saúde, com a limpeza do meio ambiente são ações muito importantes. Parabenizo a equipe da prefeitura por essa iniciativa,”diz.
Até o momento já foram realizadas palestras em diversas escolas de Santa Luzia, Escola Municipal Ana Zélia, Escola Municipal Dulce Viana, UMEI Cornelina Carvalho Silvério, Creche irmã Fabíola e Escola Municipal José Augusto Resende, alcançando até o momento aproximadamente 2 mil alunos com ações preventivas contra a Dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti.
O combate a Dengue não é uma obrigação somente do poder público, toda comunidade pode colaborar nas ações preventivas mantendo a limpeza dos quintais, evitando deixar a Caixa d’água destampada, manter a limpeza dos bebedouros de animais, lavando duas vezes por semana, manter limpas as calhas e pratos de plantas para evitar o acúmulo de água e não deixar pneus em área descoberta. Na aparição de algum sintoma da dengue, como por exemplo, febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, manchas no corpo e falta de apetite é recomendado procurar orientação médica imediatamente.

Nesta quarta-feira, 21, o prefeito de Santa Luzia Delegado Christiano Xavier e seu vice Pastor Sérgio receberam o Prefeito e o Secretário de Saúde do município de Jaboticatubas, Eneimar Marques e Arlen de Araújo. Os representantes da cidade vizinha vieram convidar o município para participar do Conselho Intermunicipal de Saúde da Região do Calcário (Cisrec). 

O Cisrec é uma entidade de direito privado sem fins lucrativos, criada em 1995, que disponibiliza consultas e exames especializados visando assegurar ações e serviços de saúde à população dos municípios consorciados.
O consórcio é presidido pelo prefeito de Matozinhos, Antônio Divino, e tem como vice o prefeito de Prudente de Morais, José Roberto. Ele é composto pelos municípios de Capim Branco, Confins, Jaboticatubas, Lagoa Santa, Funilândia, Matozinhos, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais e Vespasiano.