Com o objetivo de aumentar a transparência, a Prefeitura de Santa Luzia transmitirá as sessões de abertura dos processos licitatórios ao vivo. A primeira transmissão acontecerá na próxima terça-feira (13).
Acompanhe ao vivo, a partir das 9 horas, através do site da prefeitura - www.santaluzia.mg.gov.br, a primeira transmissão ao vivo da licitação de contratação de empresa para serviços de manutenção preventiva e corretiva, de todo o sistema de iluminação pública do município de Santa Luzia.

Com o objetivo de melhorar a segurança do trânsito e atendendo sugestões de moradores, a prefeitura de Santa Luzia, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Transportes, promoveu, no último dia 06, a instalação de uma placa de parada obrigatória, nos cruzamentos ao longo da Rua do Divino, no bairro São Benedito.
Esta ação vai contribuir para uma melhor organização do trânsito, além de evitar transtornos aos motoristas e garantir a segurança nas vias.

No mês em que é comemorada a Consciência Negra, a Secretaria Municipal de Educação promove o projeto Era Uma Vez, uma festa literária que traz o tema “Africanidades, Relações Étinico-raciais e Literatura”. São diversas atividades voltadas para crianças, jovens e adultos, com contação de histórias, oficinas, rodas de conversas, capacitações, exposições, entre outras.
A abertura aconteceu nesta quarta-feira (7), no Solar da Baronesa e contou com a presença do prefeito Delegado Christiano Xavier, do vice Pastor Sérgio, do Secretário Municipal de Educação, Ermelindo Caetano, da Superintendente de Modalidades e Temáticas Especiais de Ensino da Secretaria de Estado de Educação, Iara Viana, profissionais da educação, entre outros.
“Em um momento de grandes dificuldades, promover um evento de tanta alegria, com uma riqueza cultural tão grande e temas importantes como as relações étnico-raciais nos traz muita alegria. Estamos em um local de grande valor histórico para a cidade, recebendo exposições de alunos e artistas para um debate valioso e essencial para nossa cidade”, frisou.
“O Brasil tem sua formação básica, em maior parte, construída pelas mãos dos negros. Minha família é de ascendência negra. Então, falar disso olho no olho, sobre o lugar do negro na sociedade é muito importante. Isso faz parte da história da nossa cidade. Nos sentimos honrados em fazer parte desse momento”, completou o vice-prefeito Pastor Sérgio.
Na solenidade, de forma lúdica, canções que falam sobre a história dos afrodescendentes foram entoadas pelas cantoras Jussara Nunes e Elzelina Dóris. A representante da Secretaria de Estado de Educação ressaltou a importância da temática fazer parte do currículo escolar. “Um momento como esse em uma cidade que comporta uma população em sua maioria formada por negros e negras é fundamental, não só no mês de novembro, mas em todo ano. É necessário que nossos projetos políticos pedagógicos contemplem uma discussão para que escolas e universidades se tornem antirracistas. É uma das lutas que precisamos alavancar para que negros e negras, crianças e jovens, alcancem seus espaços universitários, de poder e de liderança, para que a equidade enfim prevaleça”, disse Iara Viana.
A superintendente entregou nas mãos do Secretário Municipal de Educação uma coleção de livros sobre a história da África, que será encaminhada para todos os professores da rede municipal de ensino e também entregou ao prefeito o Selo de Afroconsciência, que reconhece o empenho do município em garantir que sejam aplicadas políticas afirmativas em relação aos afrodescendentes.
As atividades da Festa Literária seguem até o dia 9, e acontecem em três espaços: Solar da Baronesa, Teatro Municipal Antônio Roberto de Almeida e Faculdade de Santa Luzia. A programação está disponível no site www.santaluzia.mg.gov.br


NOTA DE ESCLARECIMENTO

Diante do julgamento favorável do Supremo Tribunal Federal (STF), pela constitucionalidade das Resoluções CNE/CEB nº 01/2010, que define diretrizes operacionais para implantação do Ensino Fundamental de 9 anos e CNE/CEB nº 06/2010, que define diretrizes operacionais para matrícula no Ensino Fundamental e na Educação Infantil. A Secretaria Municipal de Educação orienta que:

-As novas matrículas para a educação infantil deverão estar em conformidade com as Resoluções CNE/CEB nº 01/2010 e CNE/CEB nº 06/2010 obedecendo à data corte de 31 de março;

- Excepcionalmente, as crianças que, até a data da publicação da Resolução CNE/CEB nº2, de 10/10/2018, já se encontram matriculadas e freqüentando instituições de Educação Infantil (creche ou pré-escola) devem ter sua progressão assegurada, sem interrupção, mesmo que sua data e nascimento sejam posteriores ao dia 31 de março, considerando seus direitos de continuidade e prosseguimento sem retenção;

-Considerando que o Parecer CNE/CEB nº 2/2018, a Resolução CNE/CEB nº 2/2018 e a Portaria CEE n°29/2018, publicados após a efetivação do Cadastro Escolar, realizado anualmente pela Secretaria Municipal de Educação juntamente com a Secretaria de Estado de Educação para tomada de conhecimento da demanda e organização do ingresso dos estudantes no Ensino Fundamental na Rede Pública de Ensino, esclarecemos que fica garantido o atendimento de todas as crianças cadastradas, nascidas entre 01/04/2013 a 30/06/2013, para matrícula no ano de 2019, em caráter de transição.

O projeto acontece nos dias 10 e 11 de novembro, a partir das14h, na Praça da Juventude com entrada e atrações gratuitas.

Neste sábado (10) e domingo (11), chega a última edição do evento que ganhou o coração dos mineiros. Conhecido por levar muita cultura e diversão para toda a família, o Cidade Viva encerra suas atividades esse ano, deixando um gostinho de quero mais.
Alegria e diversão é o que não vai faltar para as famílias de Santa Luzia. Nos dias 10 e 11 de novembro, das 14h00 às 18h00, a Praça da Juventude vai receber uma programação gratuita especialmente preparada para as crianças com muita percussão, teatro, oficina cultural de pintura artística, parque de brinquedos infláveis, pipoca e algodão doce.
O evento é realizado pela MH Produções Culturais e tem a parceria da secretaria Municipal de Cultura de Santa Luzia e patrocínio da Tambasa Atacadistas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O projeto tem o objetivo de disseminar arte e cultura, resgatar valores e tradições em espaços públicos.
Para o realizador do evento, Marcus Honorato, o projeto deu uma contribuição significativa resgatando valores culturais por meio da arte. “Durante os 27 dias de evento realizados ao longo das 15 edições em Belo Horizonte, Santa Bárbara, Sabará e Santa Luzia, o Cidade Viva movimentou a cena cultural, dando visibilidade à percussão ao teatro infantil e promovendo a democratização da cultura realizando eventos com entrada gratuita”, conta o produtor. Segundo o Diretor de Cultura de Santa Luzia, Léo Groove, trazer esse evento para a cidade é de suma importância cultural e uma grande responsabilidade administrativa, e ainda mais por ser direcionado ao público infantil, isso cria uma expectativa de renovo, porque há anos no município já não se desenvolvia eventos com cultura e entretenimento para esse público específico, e que além de tudo engloba não só as crianças, mas também as famílias participando ativamente.
PROJETO INCLUSIVO
O Cidade Viva será preparado para crianças e adultos com necessidades especiais ou com mobilidade reduzida, idosos e gestantes, contemplando estrutura apropriada, com cadeiras de rodas, banheiros químicos adaptados e monitores devidamente treinados.
Vale lembrar que a entrada, o parque de brinquedos, a pipoca, o algodão doce e todas as atrações do Cidade Viva serão gratuitas. Além dos serviços oferecidos pelo projeto Cidade Viva, serão oferecidos os serviços da prefeitura municipal de Santa Luzia através das secretarias de saúde, desenvolvimento social, educação, segurança pública e departamento de zoonoses que serão: Feira de Adoção Responsável de cães e gatos, Aferição de Pressão Arterial e Glicose, Corte de cabelo Masculino, Cadastramento do NIS, BPC, Cad. único, PBF, orientação jurídica do CREAS.
Haverá também uma tenda do projeto Container com Letras com doações de livros e o projeto Cuca Legal - Educação no trânsito, desenvolvido pela Guarda Civil Municipal e participação dos feirantes com exposição de artesanato e gastronomia.

Nesta segunda-feira (5), os alunos do Projeto Escola Integral, da Escola Municipal Dom Pedro II, receberam a visita de profissionais do Centro Odontológico, que ministraram uma palestra sobre saúde bucal. Durante a palestra, eles aprenderam a maneira correta de escovarem os dentes, a importância de terem hábitos saudáveis pata evitar cáries, entre outros.

“A promoção da saúde bucal é extremamente importante para que doenças sejam evitadas e começar os cuidados nessa idade é fundamental”, disse a dentista Franciele Oliveira.
Muito animados, os alunos participaram de forma ativa da palestra. “Essa parceria com o Centro Odontológico vai trazer para os alunos o conhecimento sobre importantes hábitos de higiene. Na escola integral, nosso objetivo é ensinar aos alunos práticas relacionadas à escola e externas, que são utilizadas no dia a dia de cada um”, destacou a coordenadora da escola, Adriana Pires.
Os alunos continuarão recebendo a acompanhamento das profissionais do centro odontológico. “Quando necessário serão feitos os encaminhamentos para atendimento no consultório que fica localizado no PSF do bairro Pinhões”, explicou a dentista.
O Projeto Escola Integral foi inaugurado no dia 23 de outubro e, além de palestras, oferece aos alunos no contraturno escolar atividades pedagógicas, aulas de teatro, esportes, noções de sustentabilidade, entre outros.